F. "16/06/2016"

"O processo de coaching foi uma viagem para dentro de mim mesma e um "remédio" para o momento confuso que estava passando. Foi um tratamento para definir o caminho a seguir."

________________________________________________________________________


M. B. - 17 anos: "...conheci a mim mesma..."

"Pude me conhecer melhor, descobrir e aprofundar minhas habilidades. Vi o que era possível fazer no futuro. Conheci a mim mesma, fiquei mais confiante, segura e calma. Me deu prazer fazer os atendimentos e queria continuar fazendo. Foi muito proveitoso!"

________________________________________________________________________


M. A. - 16 anos: "...descobri o que gosto..."

"Essa foi uma experiência muito boa, pois pude me conhecer melhor para entender o que tem a ver comigo. É essencial se conhecer para decidirmos nossa vida a partir do que gostamos, sempre terá algo para trabalhar no que fará feliz. Descobri o que gosto e agora é só achar a profissão que tem mais a ver com isso e com esse estilo de vida. Percebi que gosto de usar minha criatividade e minha visão sobre um assunto para mostrar ao outro dessa minha diferente percepção. Gosto de transformar o comum e enxergar mais dentro, para a visão mais profunda e elaborada. Não será possível escolher uma profissão sem essa descoberta."

________________________________________________________________________


G. A. - 16 anos: "...pretendo criar idéias e projetos e alcançar o sucesso..."

"Inicialmente estava em dúvida entre administração e atriz. Entre meu lado racional e emocional. Achava que na administração seria infeliz porque ficaria ligada apenas na matéria e no lado capitalista, deixando de me conectar com meu lado emocional. Porém percebi que eu posso ser feliz com administração desde ajudar outras pessoas até concluindo meus próprios projetos. Pretendo criar idéias e projetos e alcançar o sucesso concretizando minhas idéias, sendo assim uma mulher bem sucedida e independente. Aprendi a pegar meus pontos positivos da melhor maneira possível para assim entender que eu me encaixo na minha escolha profissional. Aprendi a pegar meus pontos que poderiam ser ruins, diferentes dos outros e entender que cada um se encaixa em um lugar. Esses pontos, que poderiam ser ruins, podem ser modificados e usados na minha profissão, eles controlados, são essenciais na minha profissão."

________________________________________________________________________


R. A. - 16 anos: "...se você gostar do que faz maior a chance de você se sair bem..."

"Ao longo dos encontros fui percebendo e concluindo várias coisas, mas o mais importante foi que tive a oportunidade de me conhecer melhor o que me ajudou na eliminação e identificação com alguns cursos. As informações e atividades foram de alguma maneira importante mesmo que algumas não influenciaram minhas opiniões, mas me deu oportunidade de ver e avaliar algumas áreas de modo diferente. Descobri que o que eu pensava é mesmo o que eu quero só preciso descobrir os caminhos até lá, não estou longe, mas quero ver todas as possibilidades. Percebi que se você gostar do que faz maior a chance de você se sair bem, pois terá uma motivação e prazer. O mais importante é ser feliz, bem sucedida, mas feliz."

________________________________________________________________________


B. A. - 17 anos: "...me sinto feliz e mais confiante..."

"Um pouco perdida e completamente preocupada, eu cheguei para orientação PROFISSIONAL. Tinha uma ideia fixa entre duas profissões (direito e psicologia) e acreditava que vindo me faria ver o quanto eu gosto de cada uma delas. Como não podemos separar a vida pessoal da escolha profissional, preciso dizer que a minha estava um pouco perturbada com duas perdas em menos de um mês e o tempo estava “nublado”. Com o passar dos encontros, fui me descobrindo e me compreendendo como pessoa e até me imaginando como profissional, com a capacidade de me auto avaliar. Fui descobrindo outras profissões e com elas a minha admiração por criatividade aumentou. Percebi que nem sempre escolher o que está mais perto de nós é o que nos faz feliz, que às vezes, temos que arriscar tudo e escolher aquilo que nos faz feliz. Hoje vejo minha vida ensolarada, me sinto feliz e mais confiante. Confiante quanto ao meu gosto e quanto ao que eu tenho como valores. Estou decidida a prestar publicidade e direito e deixar a experiência me dizer o que eu nasci para fazer."